segunda-feira, 3 de março de 2008

Sporting – Benfica (versão imparcial):

Pois é, jogou-se o Sporting – Benfica e poder-se-á dizer que este foi um jogo bem disputado, não excelentemente mas moderadamente bem disputado. Os primeiros 30 minutos foram dominados pelo Sporting e foi nesse primeiro período que marcaram o golo. Golo esse que aconteceu devido a uma desorganização defensiva em que Edcarlos não me pareceu bem.
O golo do Benfica surge já numa fase melhor da equipa encarnada. Reconheço que pouco antes do golo cheguei a pensar que seria mais uma exibição paupérrima do Benfica. Após o golo o Benfica continuou a dominar, isto até ao intervalo. Já no segundo tempo, o Sporting voltou a tomar as rédeas do jogo e o Benfica voltou a estar apagado novamente. Pouco depois, o Benfica volta a ter ascendente no jogo, ascendente esse terminado com a expulsão de Nelson sensivelmente a 10 minutos do fim. A equipa de Alvalade atacou mais mas não demonstrou ter capacidade para ultrapassar a defesa encarnada. Nos últimos minutos, o Benfica acabou por encostar o Sporting às cordas mas não conseguiu levar de vencido o conjunto leonino.
Já no que a arbitragem diz respeito devo tecer algumas considerações. Desde logo os sportinguistas queixam-se de dois penalties. Em meu entender poder-se-á colocar a dúvida sobre o primeiro de que se queixam, as imagens não clarificam. Porém ainda que fosse penalty, como Jorge Coroado disse “Não esquecer que o Polga estava em campo”, isto para ilustrar que um penalty não é um golo, e no Sporting “muito menos”, pois tem mais penalties falhados que marcados este ano. Já relativamente ao segundo seria um disparate considerá-lo penalty pois Purovic acaba por cair sozinho ao perceber que tinha Katsouranis por perto. Purovic não faz mais do que muitos da sua equipa fizeram, que foi cair ao mínimo sopro. Quem o fez também foi Moutinho que parecia ter um buraco no estômago, pelo modo como se queixava, isto só para que o seu adversário levasse um cartão amarelo.
No lance da expulsão, Nelson não toca no adversário que aproveita para simular a falta. A entrada foi perigosa sim, mas não merecia cartão vermelho, antes o amarelo.
O lance de Cardozo ainda antes destes já referidos, em que supostamente o avançado do Benfica agride Tonel, vem na sequência de uma falta de Tonel na grande área benfiquista e depois no tal lance da suposta agressão Tonel tira partido e parece que pensa uns segundos sobre se há-de cair ou não. Acaba por fazê-lo para conseguir um cartão para o seu adversário.
Posto isto, existiram lances para discussão mas não me parece que alguma equipa tenha saído do jogo prejudicada.
Para além disto será importante dizer que não sei onde é que Paulo bento viu que o canto que dá origem ao golo do Benfica não é canto. Ter-lhe-á alguém dito? Se o fez, enganou-o.
Para finalizar questiono a razão pela qual nos minutos de silêncio, os espectadores, pelo menos alguns, batem palmas em vez de se manterem calados. Há uns anos começaram a fazê-lo e depois parece que ficou uma moda. Os que não batiam palmas são levados por aqueles que já aplaudiam e passam a aplaudir também. Expresso aqui também o meu repúdio pelos cânticos das claques durante o tal minuto de silêncio, se o aplauso é questionável, os cânticos são condenáveis e revelam a falta de civismo de alguns.

8 comentários:

Tiago Mendonça disse...

Caro Senhor Doutor,

Prefiro comentar o seu post, ao post do seu colega, já que um comenta um jogo e o outro limita-se a comentar o trabalho dos árbirtros que creio que não serem o essencial do espectáculo. Para além disso, o outro post, parece ser feito com uma forte luz verde incandescente que acabou por irradiar para o referido post.

Quanto ao jogo, a meu ver, a primeira meia hora é do sporting, e o golo justifica-se. O Benfica domina o final da primeira parte e merece tb o seu golo. A segunda parte é repartida, não existindo grande predominância de nenhuma das equipas, pelo menos tão evidente como no primeiro tempo, exeptuando-se um período mais precoce onde o Sporting entra bem, e após a expulsão de Nélson, onde o Benfica esteve bem defensivamente.

Por outro lado o facto do Sporting, o que talvez não seja verdade, ter atacado mais nada quer dizer. O empate era bom para o Benfica que mantem o seu segundo lugar, ainda que agora com outro conforto perante o grande rival...Vitória de Guimarães. Já o Sporting, ocupa um mediocre 5ºlugar.

Liedson, tem um fetiche por falhar clássicos, Miguel Veloso talvez tenha sido um flop, Moutinho é apenas regular. Para mim o melhor jogador do SCP, neste momento, é mesmo Simon Vukcevic.

Quanto ao Benfica,Quim já merece ser titular da selecçao. Quero ver mais vezes Zoro na Direita. Rui Costa é um génio, Cardozo cada vez mais perto dos 20.

Por outro lado, tanto Benfica como Sporting tem estado aquém das expectativas, parecendo este campeonato um passeio...pela avenida dos aliados.

Quanto ao árbirtro, o portuense Paraty, Coroado considera ficar um penalty para marcar para cada lado, o que analisando as estatisticas, já mencionadas, favorecia o Benfica. Quanto a mim nenhum dos lances, foi penalty. Quanto a expulsões não concordo com a de nélson, mas não me chocaria expulsão de Katsouranis no lançe com Moutinho. Cardozo tem uma atitude reprovavel, mas não uma cotovelada mortifera. Tonel parecia um actor de terceira. Pela atitude, amarelo para Cardozo e outro para Tonel.

Mas reparem, os árbirtros não tem que ver tudo. Não são máquinas. Podem errar, desde que não tanto como o Luis Filipe. Daria um 3 ( de 1 a 5 ) à arbirtragem de Paraty.

Bom texto senhor doutor.

Apu disse...

Parece-me a mim que tanto este post como este comentário são feitos com uma forte luz vermelha incandescente.
A imparcialidade do Senhor Doutor é sempre questionavel.

Apu disse...

Smigo do comentário vai para um sítio que eu cá sei! Desde quando é que uma agressão mesmo que não mortifera é punida com amarelo e não vermelho? Diz-me nas leis do jogo e eu dar-te-ei toda a razão do mundo.
já agora só o benfica é que tem bons jogadores, o Sporting deve tr uma equipa de terceira... Moutinho é apenas regulr, o Liedson nem éo pavor dos benfiquistas...

Anónimo disse...

A minha esperança é pensar que escreveu este texto sobre o efeito de algum psicotrópico. Ou talvez se tenha enganada no título - "Versão imparcial."
Se não se concretizaram ambos os desejos, só me resta um mero FUCK .....YOU!!!!
P.S.: devia ter lido uma crónica no Record onde um antigo árbitro internacional o contrariou a si, Sr. Doutour, em todas as suas afirmações. (excepto a do canto do golo)
Melhores Cumprimentos,

Tiago Mendonça disse...

Uma breve nota:

Equipa de 5ª...afinal estão em quinto lugar.

Anónimo disse...

Sr. Doutor, esqueci-me de lhe que os ruídos durante o minuto de silêncio vieram da parte do estádio onde se encontravam os adeptos do Benfica...
abraço,
giocato

o Senhor Doutor disse...

Resposta ao Tiago Mendonça:

Apesar da distância pontual o Benfica não pode achar que está garantido o 2º lugar ainda vai jogar a Estádios difíceis, dificuldade essa causada pelas equipas com as quais joga ou por outras dificuldades que acabam por prejudicar o Benfica.

Resposta ao Apu:

O seu texto é que é imparcial?

Resposta ao Anónimo:

Não admito insultos dirigidos a mim, nem se quer em inglês.
Faço-lhe uma pergunta: Entende que o Record não tem uma prespectiva influenciada por qualquer clube?
Relativamente aos cânticos, ouvi alguns cânticos e de facto pareciam vir dos adeptos da claque benfiquista, mas não me foi garantido que os do Sporting não entoaram cânticos também.

giocato disse...

Sr. doutor, pode-me dizer que o record é uma gazeta de pendor sportinguista. Não sei se é verdade. Mas, mesmo que respondesse afirmativamente à sua questão, tenho sérias dúvidas que um jornal entreviste um antigo árbitro internacional apenas por ser do Sporting.
Por favor, mas tenha paciência.
COntinuo a dizer que a escolha do título para o post foi muitíssimo mal escolhida.